Primeira mão biônica do mundo com sentido de toque será transplantada

Um anônimo em seus 20 anos que vive em Roma receberá em breve uma nova mão e, pela primeira vez no mundo, sua mão biônica poderá sentir as coisas que ele tocar. Ela será ligada ao sistema nervoso do homem, na esperança de que ele poderá controlar seus movimentos pela recepção de sinais a partir de células de sua pele e, por sua vez, poderá receber sinais dos sensores de toque da mão. A ideia é restaurar o sentido do tato para as pessoas que perderam membros e representa um grande avanço no mundo das próteses.

Estudos têm mostrado que mais da metade amputados que perderam a mão não utilizam regularmente as mãos protéticas por causa de da funcionalidade, aparência e controlabilidade abaixo do ideal.” Esta nova mão biônica espera mudar isso. /ela foi desenvolvida por Silvestro Micera, da École Polytechnique Fédérale de Lausanne (EPFL), na Suíça, que recentemente realizou um teste clínico de quatro semanas.

Devido ao fato da mão ser ligada diretamente ao sistema nervoso, seu portador será capaz de controlá-la diretamente, tornando o sentir mais próximo de uma mão real do que uma prótese. O último modelo será anexado diretamente ao braço do usuário e sensores nas pontas dos dedos irão transmitir mensagens para o cérebro. “É claro que quanto maior a sensibilidade que o amputado tem, mais provável que eles comece a plena aceitação daquele membros”, disse Micera ao Daily Mail. “Esperamos que um dia a prótese seja incorporada ao braço e o usuário simplesmente esqueça que está lá.”

BCX | FutureLab
Desenvolvimento de Negócios Digitais para fomentar a economia e gerar empreendedores e empresas de sucesso.


Comentários

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer comentar esse post?
Comente agora mesmo

Deixe uma resposta