Pesquisadores descobrem forma para extrair hidrogênio a partir de qualquer planta para desenvolver de células de combustível

Em um avanço que poderia ser um divisor de águas para veículos com células de combustível de hidrogênio, os pesquisadores da Virginia Tech descobriram uma maneira de extrair grandes quantidades de hidrogênio a partir de qualquer planta. Os métodos atuais de produção de hidrogênio são caros e geram gases de efeito estufa. Se este novo método de extração de hidrogênio provar ser tão bem sucedido quanto os resultados iniciais sugerem, o processo poderá ser comercializado e amplamente adotado dentro de três anos.

Para extrair o hidrogênio, a equipe da Virginia Tech combinou um coquetel especial de enzimas com polifosfato e xilose – um açúcar simples, que é encontrado em todas as plantas. Quando combinadas, as enzimas ajuda a liberar um volume elevado de hidrogênio a partir da xilose. O processo é muito mais eficiente e menos impactante para o meio ambiente do que os métodos convencionais e as implicações podem ser enormes para o setor de energia renovável. Embora estes resultados ainda sejam preliminares, a nova técnica de extração de hidrogênio pode encontrar seu caminho para o mercado dentro de três anos.

“Nosso novo processo poderia ajudar a acabar com nossa dependência de combustíveis fósseis”, disse YH Percival Zhang, o principal autor do estudo. “O potencial de benefícios de lucro e ambientais são o porquê de tantas empresas de automóveis, petróleo e energia trabalharem em veículos com células de combustível de hidrogênio como o transporte do futuro”, acrescentou. “Muitas pessoas acreditam que entraremos na economia do hidrogênio em breve, com uma capacidade de mercado de pelo menos US$ 1 trilhão só nos Estados Unidos.”

BCX | FutureLab
Desenvolvimento de Negócios Digitais para fomentar a economia e gerar empreendedores e empresas de sucesso.


Comentários

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer comentar esse post?
Comente agora mesmo

Deixe uma resposta