Pesquisadores descobrem fonte de energia solar que pode revolucionar a energia nuclear

Com os dados sobre os ventos solares coletados pela sonda da NASA, os cientistas identificaram uma fonte de energia que faz com que estes ventos aqueçam e acelerem enquanto viajam para mais longe da sua fonte. A descoberta triangula ondas de íons ciclotron na fonte desse estranho fenômeno, que poderia revolucionar a indústria de energia nuclear.

Comparados aos ventos na Terra, que transportam gases na mesma velocidade e temperatura, os ventos solares se comportam de uma forma que é contra-intuitiva. Em vez de desacelerarem e perderem energia com a distância, eles ganham velocidade e temperatura à medida que fluem para longe de sua fonte. Estas estranhas propriedades poderiam levar a avanços ma energia nuclear, de acordo com pesquisadores do Centro Harvard-Smithsonian de Astrofísica.

A equipe, liderada pelo Dr. Justin Kasper, processou um registro de 19 anos de temperaturas ventos solares, coletadas pela sonda de vento solar, a mais antiga nave espacial da NASA em atividade. Os resultados confirmaram as teorias existentes que as ondas de íons ciclotron afetam a temperatura e velocidade do vento solar à medida em que emanam do sol. Íons pesados ​​interagem com ondas de íons ciclotron e ganham energia e calor com a distância.

No caso de reatores de fusão nuclear na Terra, íons pesados ​​podem entrar no plasma, onde a fusão acontece, esfriá-la e, eventualmente, parar a reação de fusão. Ondas de íons ciclotron podem reverter esse processo, de acordo com Kasper e sua equipe.

BCX | FutureLab
Desenvolvimento de Negócios Digitais para fomentar a economia e gerar empreendedores e empresas de sucesso.


Comentários

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer comentar esse post?
Comente agora mesmo

Deixe uma resposta