Pesquisadores usam fita adesiva para transformar semicondutores em supercondutores

Uma equipe da Universidade de Toronto desenvolveu uma nova técnica que transforma semicondutores em supercondutores, ao usarem o mais simples dos produtos – fita adesiva. A equipe internacional de físicos usou o produto doméstico para induzir supercondutividade de alta temperatura em um semicondutor e eles acreditam que poderiam abrir caminho para novos dispositivos com maior eficiência energética.

Para aqueles que não são físicos, supercondutores de alta temperatura são materiais que conduzem eletricidade sem aquecer ou perder energia à temperaturas de nitrogênio líquido. Eles são usados ​​para transmitir energia com baixa perda e são configurados para serem utilizados no desenvolvimento de campos como a computação quântica.

Existem apenas alguns compostos que têm propriedades supercondutoras de alta temperatura, tais como cobre, ferro e oxigênio. Eles são conhecidos como cupratos e acreditava-se ser impossível incorporá-los com semi-condutores – até agora! A equipe descobriu que a fita adesiva Scotch tem as propriedades para gerar supercondutividade em um semi-condutor normal.

Com a fita Scotch dupla face, a equipe usou vidro para posicionar supercondutores de alta temperatura próximos de um tipo especial de semi-condutor, conhecido como um isolante topológico. O resultado foi a supercondutividade induzida nestes novos semi-condutores.