Alemanha inaugura primeiro prédio com energia à base de algas do mundo

A Spitterwerk Architects projetou uma estrutura, apelidada de Biarritz, que será a primeiro de seu tipo. Coberto com uma fachada de microalgas bio-adaptativas, o distintivo edifício foi projetado para a Exposição Internacional de Construção em Hamburgo e está programado para abrir este mês!

Para criar a fachada de algas, o edifício foi coberto com grelhas bio-reativas que comportam as algas. Estas grelhas permitem que as algas sobrevivam e cresçam mais rapidamente do que o normal, além de, ao mesmo tempo, proporcionarem sombra para o interior do edifício. Além disso, os bio-reactores captam a energia do calor criado pelas algas, que pode então ser recolhida e utilizada para fornecer energia ao edifício. Uma vez que estiver concluído, este edifício será avaliado por cientistas e engenheiros para permitir a investigação e adaptação para futuros projetos imobiliários.

O projeto é uma colaboração entre a Spitterwerk Architects, Strategic Science Consult of Germany, ARUP e Colt International, que são responsáveis ​​pela concepção das grelhas. De acordo com Simon O’Hea, diretor da Colt, “Tem sido muito gratificante estar envolvido neste projeto, tivemos que trabalhar muito para enfrentar os desafios técnicos e agora temos uma solução eficaz, em escala comercial, que usa algas vivas como material inteligente para fornecer energia renovável. Não pode ser mais verde que isso.”